Conheça os figurinos do musical ZION

O musical é uma fantasia com estética steampunk, um ponto de vista futurista da Era Vitoriana (século XIX). Sendo assim, nosso maior desafio foi trazer à vida esse estilo às diversas personalidades dos personagens. A criação dos figurinos levou semanas de estudo e pesquisa, além de reuniões para planejar a melhor forma de tornar tudo isso realidade. Todos do elenco tiveram suas roupas antecipadamente estilizadas e estrategicamente definidas e produzidas.

Atualmente, ainda há figurinos que estão em processo criativo. No entanto, já contamos com algumas confecções e roupas finalizadas.

 

Elenco

 

 

NICO
Jovem do Remanescente

Inventor, estudioso, covarde e fraco, Nico foi um caso bastante único de se planejar. Sua roupa precisava de uma criação um pouco formal, mas que não tirasse sua essência criativa e juvenil.

Logo na cabeça, utiliza óculos dourados do tipo goggles, confeccionado especialmente para o personagem, e utilizado como uma espécie de binóculo. Veste camisa social branca com gravata borboleta e colete de couro marrom. Na cintura, possui um cinto de ferramentas com cinco bolsas, produzido à mão. No pescoço, um cordão de âncora – símbolo de Zion – e bracelete de couro no pulso esquerdo. Por fim, uma calça marrom e uma bota de couro envelhecida.

 

 


AURORA
A Heroína vinda de outro Mundo

Essa personagem foi a mais simples de solucionar. Pelo fato de pertencer ao nosso mundo e ao atual século.

Prevalecem cores mais neutras: preto, branco e jeans, nada tão extravagante que fuja da personalidade da personagem. A intenção era mostrar uma garota comum. Para isso, foi criado um look estilo “new york”, uma camiseta listrada, coberta por um casaco preto colegial; um short jeans, meia-calça preta e um All Star de cano alto preto.

Aurora também carrega um colar de âncora reforçando a ligação que a heroína tem com o novo mundo.

 

 

 

 


ARAM
O Semeador

Este personagem não foi nada fácil de estruturar. Pois, precisávamos pensar numa forma de transmitir duas mensagens opostas apenas com o figurino. Ao mesmo tempo em que Aram passa a ideia de ser um homem misterioso e aventureiro que peregrina por toda Zion, também havia a necessidade de expor por debaixo das roupas gastas, uma criatura lúdica, imponente e nobre.

Por cima de uma camisa branca, há um colete gótico-britânico estampado com arabescos, ilustrando a importância e formalidade do personagem. Utiliza também uma calça preta, e uma bota marrom desgastada – transmitindo a ideia de andarilho.

Veste também uma longa e velha capa cinza com capuz, remetendo a sabedoria e os segredos que esconde.

 

 


 

 

ABIGAIL
Líder do Remanescente

Por ser uma mulher sábia e mais velha, a dificuldade estava em encontrar um figurino que realçasse sua liderança, posição e personalidade, sem diferir excessivamente dos padrões comuns do vilarejo.

A blusa branca de Abigail, foi costurada a partir de dois tecidos: viscose e renda lycra. Por cima, utiliza um corpete – característico dos habitantes do remanescente – seguido de uma longa saia preta; botas, anéis, bolsa e um molho de chaves para guardar e ter acesso a todos os lugares do vilarejo. Carrega em seu pescoço uma âncora, simbolizando toda a sua fé e esperança num futuro melhor para seu mundo.

 

 


 

AMNOM
Líder dos guerreiros do Vilarejo

Sem sombra de dúvidas, esse foi um dos figurinos mais difíceis de ser definido. Foram inúmeras reuniões para encontrar uma solução. A proposta era achar uma forma que o diferenciasse – pelo fato de ser um soldado, explorador, aventureiro – mas que não distanciasse tanto do seu irmão caçula, Nico, e nem dos padrões básicos do vilarejo.

Veste camisa branca envolta por um cinto onde carrega uma arma steampunk. Nos antebraços, dois braceletes também produzidos à mão, chapéu com óculos do tipo googles preto na cabeça, calça e sapatos pretos.

 

 

 

 


 

HATUS
General do Exército da Cidade dos Espinhos

Figurino idealizado pelo nosso roteirista e diretor, Luan Domingues. Hatus desde o início exigia um nível de planejamento mais elaborado. O desafio estava em pensar numa maneira de diferenciar o seu uniforme do restante do Exército. Foram inúmeras tentativas, desenhos e ideias até conseguirmos formular o General nos trajes atuais.

Seguindo o padrão do Exército, Hatus utiliza um casaco baseado no “morning coat” da Era Vitoriana. No entanto, com um abotoamento característico do “frock coat”. Cobrindo os ombros, há uma longa capa vermelha inspirada nas capas dos generais romanos. No braço esquerdo, um braço-mecânico, que cobre desde a mão até o antebraço. Por fim, calça e coturnos pretos, típicos de um militar.

 

 


 

RAMON
Imperador da Cidade dos Espinhos

Precisávamos criar uma vestimenta única que expressasse um homem poderoso, que tem como meta de vida o progresso econômico e tecnológico de Zion. O Imperador Ramom deveria ser o símbolo maior da filosofia, ostentação e arrogância da Cidade dos Espinhos.

O personagem veste um casaco bordô com detalhes dourados nos bolsos, mangas e gola. Por baixo, camisa branca e lenço branco vitoriano com babados no pescoço e peito. Sua capa preta lhe confere a nobreza de sua posição. Veste ainda calça preta e botas da mesma coloração.

 

 

 

 


 

CORVOS
Criaturas​ ​que​ ​se​ ​alimentam​ ​de​ ​memórias​ ​e​ ​pensamentos

A grande questão nos corvos foi manter o equilíbrio entre humano e animal. Ao mesmo tempo em que precisávamos passar a ideia de criaturas selvagens e animalescas, não podíamos esquecer que antes de tudo, os corvos já foram pessoas.

A base do figurino foram roupas pretas, além de botas de jazz da mesma coloração. O grande diferencial está na confecção das máscaras dos corvos (produzidas à mão), e na maquiagem desenvolvida especialmente para os personagens. Suas capas com capuz dever reforçar sua maldade e seu perigo.


THALIA, EUFROSINA, E AGLAIA
As ​Três​ ​Graças

O processo de definição da roupa das três personagens foi algo muito único no musical. A Caravana das Três Graças deveria expressar o mundo colorido e lúdico do circo. Era necessário ainda diferenciá-las umas das outras e expressar ao mesmo tempo sua extravagância e delicadeza.

A estratégia foi estilizar três vestidos rodados e visualmente característicos do circo.

THALIA: Vestido verde floresta, com listras verticais pretas; manga flare destra preta e canhota verde. Gola redonda. Tule preto por baixo dos vestidos, meia-calça e bota.

EUFROSINA: Vestido azul marinho, com listras diagonais pretas; mangas curtas e gola alta. Tule preto por baixo dos vestidos, meia-calça e bota.

AGLAIA: Vestido vermelho, com listras horizontais pretas, mangas 7/8 e gola V. Tule preto por baixo dos vestidos, meia-calça e bota.


VILAREJO
Ensemble

A proposta do Vilarejo sempre foi de apresentar um povo mais reservado em relação aos demais povos de Zion. Era necessário pensar em pessoas isoladas do restante do mundo e tecnologicamente “atrasados”, resistindo à luxúria e o progresso econômico e tecnológico oferecido pelo Império.

Seguindo a estética do steampunk, os figurinos foram padronizados com tonalidades mais neutras e não luxuosas como as da Corte da Cidade dos Espinhos. A intenção era produzir algo mais informal, despojado, abusando de acessórios e customizações.

 

HOMENS
Ensemble

Camisa – branca, verde musgo, marrom, bege, cinza.

Calça – Social ou jeans escuro. Segue os tons das camisas, além do preto

Coletes – preto; verde musgo; marrom; bege; cinza.

Botas –  marrom, preto. Para os bailarinos, botas de jazz.

 

MULHERES
Ensemble

 

Camisa – Rendada; branca, verde musgo, marrom, bege, cinza.

Calça – Social ou jeans escuro. Segue os tons das camisas, além do preto

Corpete/Corselete – preto; verde musgo; bege; cinza.

Vestido – altura do joelho; pode possuir babados; cores branca, bege, verde musgo, marrom, cinza.

Meia-calça – marrom, preto, cinza, bege, verde musgo.

Botas – marrom ou preto. Para as bailarinas, botas de jazz;

Sapatilhas – jazz.


ACESSÓRIOS
Ensemble

  • Chapéus;                                                                         
  • Grandes cintos;
  • Colts com armas customizadas;           
  • Óculos tipo goggles steampunk;
  • Relógios de bolso;
  • Luvas;
  • Suspensórios;
  • Gorro de Aviador;
  • Braceletes;
  • Boinas;
  • Bolsas;
  • Cordões com pingente de âncora

AS CRIATURAS DA FLORESTA
Há​ ​mais​ ​coisas​ ​na​ ​Floresta​ ​
além​ ​dos​ ​corvos.

Definitivamente, as “Criaturas da Floresta” foi o padrão mais difícil a ser estabelecido de todo o Ensemble. A ideia dos figurinos nessa coreografia é de explorar ao máximo o lúdico e ilustrar os seres mais fantásticos de Zion.

Era preciso definir peças que os diferenciassem do restante, e o intuito sempre foi compor um figurino tão único e marcante quanto os movimentos apresentados pela dança. Ou seja, a produção deveria ser estrategicamente planejada. Esse é o momento mais místico do Musical – a cena mais “mágica”. E consequentemente, exigiu mais criatividade.

Nesse caso, as roupas são focadas em tonalidades que remetem ao natural, á terra; transmitindo a ideia de serem criaturas e não humanos.

HOMENS E MULHERES

Blusas/camisetas: verde (escuro, musgo); marrom; terra; cinza;
Chalecos (colete): verde, marrom, cinza, terra;
Calças: marrom, verde, cinza, terra;
Botas de jazz;

ACESSÓRIOS:

  • Braceletes/Munhequeiras;
  • orelhas de eufo;
  • Greaves (caneleiras);
  • colares;
  • cintos;

CIDADE DOS ESPINHOS
Ensemble

A ideia das roupas da Cidade dos Espinhos, para nós, sempre foi bastante clara. Esse é o lugar mais desenvolvido em toda Zion. Da nobreza. Tínhamos que transmitir uma cultura extremamente desenvolvida se comparada ao Vilarejo – da formalidade e riqueza. São ideias totalmente opostas. No entanto, o leque de opções era imenso, e tudo deveria ser pré-definido perfeitamente. A civilização deveria ser tão elegante quanto o seu Imperador, Ramon.

Nesse contexto, nos baseamos na Moda Vitoriana do séc. XIX para os homens, e no Vitoriano Moderno para as mulheres. Buscamos reter características dessas duas modas e uni-los ao Steampunk.

HOMENS:

Coletes (Social; Double Breasted): preto, vinho, vermelho, dourado, cinza;
Morning Coat: preto, vinho, vermelho, dourado;
Sobretudo: preto, vinho, vermelho;
Camisa social: preto, vinho, vermelho;
Calça: preto, vermelho;
Gravatas (simples – Windsor – borboleta): preto, vinho, vermelho, dourado, prata.
Blazer: preto, vinho, vermelho, dourado, cinza;
Botas – preto;

MULHERES:

Calça social: preto; vermelho.
Sobretudo: preto, vinho, vermelho, dourado, prata.
Corpete/corselete: preto, vinho, vermelho, dourado, prata.
Vestidos com babado – altura do joelho: preto, vinho, vermelho, dourado, prata.
Saias com babado – altura do joelho: preto, vermelho, vinho, dourado;
Camisas: preto, vinho, vermelho, dourado, prata.
Meia-calça: preto;
Ombreiras: preto, vinho, vermelho, dourado, prata.
Tule: preto, vinho, vermelho, dourado, prata.
Sapatos de Jazz: preto;
Botas: preto;

 

ACESSÓRIOS
Ensemble

  • Laços;
  • Colares;
  • Joias;
  • Pulseiras;
  • Chapéus/cartolas;
  • Googles;
  • Lenços;
  • Relógios de bolso;
  • Luvas;
  • Bolsas;
  • Cintos;
  • Bengalas;
  • Guarda-chuva;
  • Anéis;
  • Brincos.

MARCHA DOS SEMEADORES
O​ ​mundo​ ​não​ ​está​ ​como​ ​deveria,​ ​semeadores.​ ​Mas​ ​cabe​ ​a​ ​nós​ ​mudá-lo.​..

A intenção principal da “Marcha” é transmitir esperança, um PROPÓSITO! A
dança final acontece num pós-discurso cujo intuito é estimular mudanças ao público.
Incentivar. E o figurino precisava corresponder a esse encorajamento e transformação.
Por isso, todas os padrões foram cuidadosamente planejados.
As cores utilizadas nas peças são azul, preto e branco.

HOMENS E MULHERES:
Calça – preto.
Camisa – branca lisa.
Camiseta azul.
Botas de jazz – preto.

ACESSÓRIOS – AZUL
SUSPENSÓRIO; ASCOT(lenço de pescoço) e CORDÃO E PULSEIRAS DE ÂNCORA,


Endrel Carvalho – Equipe Criativa de Figurinos.

Deixe uma resposta